Centro Histórico

pelourinhoSalvador é primeira em tudo. Primeira capital brasileira, foi sede do Governo-Geral por mais de 200 anos (1549-1763). Foi também o primeiro mercado de escravos do Novo Mundo. O envio de milhares de escravos africanos às plantações de cana-de-açúcar convivia lado a lado com a edificação de espaços públicos notáveis: Praça Municipal, Caminho de São Francisco, Largo do Pelourinho, entre outros.

Fundada por Tomé de Souza, Salvador organizou-se tal qual Lisboa e Porto. Era nítida a preocupação com a defesa. Uma estreita faixa de terra – a cidade baixa – separava Salvador da Baía de Todos os Santos e protegia a cidade alta de eventuais invasores.

O Centro Histórico de Salvador, com seus becos e ladeiras, acolhe um dos mais ricos conjuntos urbanos do Brasil. Reúne construções dos séculos XVII a XIX e é o palco preferido da vibrante cultura popular baiana. Salvador retrata a força da cultura africana em seu cotidiano. Exemplo disso é a Casa Branca do Engenho Velho – a primeira casa de culto aos orixás fundada no país.